Fechar [X]
 

 ESPETÁCULO TEATRAL

 

EXERCÍCIO DE SUICÍDIO

Ano 2005

A peça conta a historia de um suicida que, incapaz de se matar, procura alguém para fazê-lo. No entanto, seu escolhido não concretiza a façanha, e uma terceira pessoa se faz necessária. Confinados, os três conflitam-se num duelo de idéias, argumentos e atitudes, onde a coragem, o medo e a verdade são postos em prova.

A forma como é tratado o tema central, e de como se elabora o discurso, aproxima esta peça às características do teatro do absurdo, onde ocorre um nítido paradoxo entre o discurso, os atos e a situação em que estes se inserem, sendo o tema da morte trabalhado de maneira atípica.

O medo da morte é tão veemente, que os personagens passam a desejá-la, numa nítida tentativa de se controlar o destino, e não de ser escravo dele. Escolher morrer, ter o domínio, e não morrer por conseqüência de se estar vivo.

A direção adota o realismo como ponto de partida, no intuito de se criar a atmosfera do absurdo existencialista. Somado a isto, um toque de expressionismo dará mais força à encenação. A intenção é que exista a variação na interpretação, indo do grande gesto teatral ao minimismo cinematográfico nas atitudes e ações das personagens.

Assista ao compacto da obra

 

TEMPORADA 2005

Agosto - sala 5 - Escola de Teatro da UFBA

Outubro - Teatro ISBA

Novembro - Teatro Gamboa Nova

TÍTULOS

Peça convidada a abrir o 'Encontro Nacional de Psicanálise' - Out / 2005 - teatro  ISBA.

Neste mesmo evento o diretor Natan Duarte integrou a mesa redonda.

EXTRAS 

O espetáculo marcou a graduação do diretor Natan Duarte - bacharel em artes cênicas - UFBA / 2005

FICHA

Texto: Neri Lima

Direção: Natan Duarte

Elenco: AC Costa, Paulo Prazeres e André Nunes

Maquiagem: Iasmine Menezes.